logo_small.png
EDUCAMOS PARA A VIDA ATRAVÉS DA VIDA
Sandstone_edited.png

ATIVIDADES

O ENTORNO​

Ao nos ocuparmos das atividades no nosso Jardim, nos apoiamos no nosso lema, como norteador: “Educamos para a vida através da vida”

Isto vem ao nosso encontro, especialmente quando observamos a influência que exerce a cidade onde moram nossas crianças.

 

Isto nos leva a tentar propiciar elementos que fortifiquem a saúde e que cultivem a consciência sonhadora que caracteriza o ser infantil.

Um elemento central no processo de aprendizagem das crianças é a atitude incondicional de imitar o que acontece no seu entorno.

  

Assim uma relação calorosa e amorosa, num ambiente cheio de atividades variadas e que são parte da criatividade e do fazer humano que, mesmo sendo intimamente ligadas à vida, atualmente nem sempre as temos próximas. 

No Jardim, vários destes afazeres são cultivados no dia a dia, nas atividades do adulto/educador, que é exemplo para as crianças.

 

Ele propicia oportunidades para que as crianças vivam positivamente no seu elemento imitativo.  

Por isso, a necessidade de criar, para elas, um entorno físico apropriado, no sentido mais amplo e que seja acessível à compreensão, ao relacionamento e à atividade própria das crianças, é algo que está sempre presente e nos norteia na estruturação daquilo que as rodeia, sem descuidar o elemento humano e sua importância.

O CULTIVO DOS SENTIDOS

 

Outro aspecto significativo é a preponderante abertura, que as crianças têm, para se relacionar com o ambiente através dos sentidos, por isso, cuidamos para que elas tenham experiências corporais e sensoriais, através da vivência com materiais diversos, nos espaços interiores e exteriores do nosso Jardim de infância.

Oferecemos, para as nossas crianças, as condições para que participem de forma tranquila e espontânea, de  atividades repletas de sentido como: preparar o lanche do dia, fazer pão, lavar os panos de brincar, guardanapos e pequenas peças para depois dobrá-las e guardá-las, pintar com  aquarela, consertar brinquedos, costurar e, além disso, sempre um tempo para brincar livremente, fazem parte do nossa cotidiano e onde a experiência sensorial é propiciada.

FRAGMENTOS DA VIDA DE UM DIA NO NOSSO JARDIM

 

Enquanto, junto com a professora, algumas crianças se integram às atividades, outras brincam, utilizando os mais diversos materiais que permitem sua livre expressão e diferentes percepções.

Com brinquedos simples e naturais, como troncos de madeira, sementes, panos, bonecas simples de tecidos de algodão, etc. as crianças envolvem-se num brincar pleno de imaginação e fantasia, acolhidas num ambiente de confiança e carinho.  Constroem casas, fantasiam-se com panos assumindo personagens no brincar, "viajam" em seus barcos ou trens numa atmosfera de intensa imitação e criatividade, inspiradas no trabalho do adulto.

OUTROS MOMENTOS DO DIA

Como quando se sente o aroma delicioso do pão assado e do chá de ervas que logo será servido, ou em outras ocasiões, dos legumes cozinhando na sopa, ou das frutas de uma deliciosa salada de fruta. Isto, e outras coisas formam parte deste ambiente de percepções que cultivam os sentidos, pelas vivências oferecidas.

Assim também o momento do dia onde o grupo das crianças, de três anos em diante, se reúne em rodas onde podem participar de uma história cheia de versos, gestos e canções, teatros simples e musicados, quando então são trazidos para elas, os elementos das estações e das festas, que enriquecem as épocas do ano. E as crianças pequenas juntam-se para cuidar de regar as plantas, levar comida para os peixinhos e pássaros, colher os frutos da horta, as pitangas da árvore, estender a roupa no varal, pôr a mesa para a comida e depois lavar e deixar as mãos cheirosas e, que delícia! Chegou a hora de saborear o delicioso lanche preparado com a participação das crianças, composto de ingredientes naturais e saudáveis. Todos entoam uma cantiga, para agradecer ao sol e a terra pelo alimento antes do “bom apetite”.

Após o lanche, com algumas crianças, é arrumada a mesa, a louça é lavada e enxugada e todas as coisas voltarão para o seu lugar. Enquanto isto, as outras crianças já brincam e se alegram, quando todas se juntam lá fora, em meio aos raios de sol, terra, árvores, troncos, areia e água. As experiências com os diferentes elementos e a relação com a natureza é cultivada.

 

Pular corda, correr, subir, descer, enfim, no brincar ao ar livre, a criança tem a chance de experimentar e vivenciar seu próprio corpo, com movimentos diversos, equilibrando-se, pendurando-se, percebendo-se a si própria no movimento e desafios que o ambiente lhe oferece e que proporcionam o desenvolvimento de sua coordenação motora, lateralidade, percepção corporal, noção espacial e equilíbrio e com isso as qualidades mais sutis que futuramente serão fundamento de segurança, confiança, autoconfiança, equilíbrio, etc.

A vida no jardim é um vai e vem de vivencias, atividades e o brincar livre numa conversa harmoniosa que da lugar a uma rotina com um ritmo, uma respiração, uma contração e expansão.


Desta forma criamos as condições, para que o aprendizado infantil esteja ligado diretamente com as experiências sensoriais e corporais relacionadas com a vida num ambiente com significado, ordenado e harmonioso que da à criança a experiência da segurança, coesão, cuidado e confiança no mundo, como sendo um “’mundo bom”.